Colunas

Ciranda Cirandinha - Ary Júnior Barreiros da Silva

06/04/2016

A brincadeira continua.  O departamento médico do Criciuma tornou-se uma incógnita.  Ninguém sabe, de fato, o que está acontecendo.  Por isso que o país e o futebol estão padecendo.  As pessoas se omitem.  Está na hora de “botar a boca no trombone” e mostrar o que se passa nos bastidores e de vez, acabar com essas nuvens que cobrem a verdade sobre o que acontece no futebol.  Quando o FBI agiu em relação a FIFA, o mundo viu a podridão que ali residia.  E muito mais poderá vir à tona.  O futebol brasileiro é exceção?  Obviamente que não. Basta verificar o que está ocorrendo com a alta cúpula.  Havelange perdeu suas honrarias em virtude da corrupção descoberta a posteriori, Ricardo Teixeira está na mira.  Corrupto inveterado.  E, os atuais diretores da CBF pode-se ver o que acontece.  Marin, preso nos EUA, fazendo uso de tornozeleira.  Coisa para bandido.  Del Nero não sai do pais por motivo idêntico.  Irá em “cana”!

Em Santa Catarina, o Delfim Peixoto se perpetuando à frente da Federação Catarinense de Futebol. E era candidato à vaga de Marin junto a CBF.  Ou seja, homens que levam o futebol a esse cenário aterrador.  Não bastasse isso, Dunga permanece comandando a Seleção Brasileira e ali, o histórico de convocações nebulosas e outros esquemas com patrocinadores ainda acontece.  Lucio (ex-zagueiro de Inter, Palmeiras, Sâo Paulo e Seleção) é o novo integrante da comissão técnica.  Por coincidência dois dias após passar a integrar a comissão a delegação brasileira se hospeda em cidade da região metropolitana da capital gaúcha e justamente no resort do novo integrante da comissão técnica.

Em suma, futebol é isso. O presidente do Criciúma apenas acompanha a saga.  O pacote de 6 jogadores do Palmeiras está chegando após a negociação do R Guedes.  Pergunta-se:  Roberto Cavalo, Emerson Almeida e outros da comissão técnica já estavam avaliando esse “pacote”?  A brincadeira vai continuar e aqui repito:  Roberto Cavalo vai manchar sua história no clube em sua passagem no ano em curso.  Lamentável.  Torçam para que eu esteja errado

Ary Júnior Barreiros da Silva

Natural de Urussanga (SC). Foi goleiro de futebol de Salão do Benfica – Imbituba-SC  e atleta de handball da CME e Laguna na década de 70. Em Concórdia (SC), onde reside atualmente, atuou como diretor do Concórdia Atlético Clube.  Acompanha o Criciúma desde 1978 quando era aluno da Escola Técnica Federal de Santa  Catarina, em Florianópolis, e as cores do uniforme ainda eram o azul e branco. Nessa época, presenciou grandes atuações do time comandado por Ademir Patrício, Laerte, Serrano, entre outros, fazendo-se assim, torcedor desde então. 

Formado em Direito e Administração de Empresas, Mestre em Direito Internacional. Professor Universitário. Tem programa semanal na 104 FM de Concórdia-SC.  Preside atualmente o Miura Clube de Santa Catarina (Veteran Car) e a OSCIP Ventre Livre na cidade de Concórdia.

 

Entre em contato com este colunista:
aryjrbs@yahoo.com.br