História

  • 1986 - A Redenção

    Pela sua tradição no futebol, e pelo passado de glórias do Metropol, Criciúma não podia mais viver aquela sina de time perdedor. Em 1986 veio colocar a cidade no lugar de onde ela nunca deveria ter saído: o de principal centro futebolístico do estado.

    O primeiro título da história do Criciúma viria com a conquista da Taça Governador do Estado. Depois de vencer o Joinville em Criciúma por dois a zero, o Tigre só precisava do empate no jogo da volta na casa do adversário e foi o que aconteceu. A partida terminou em zero a zero e Criciúma viveu um dia de festa. Pouco depois do final do jogo, a torcida tomou as ruas da cidade em carreatas que seguiu até o trevo que dá acesso à cidade para esperar a chegada dos jogadores.

    Ao chegar, o ônibus do Criciúma puxou a procissão até o estádio Heriberto Hülse onde uma...

  • 1986 - Taça 25 anos da UFSC

    Pouco mais de um m^ês depois o Criciúma ganharia mais uma taça, equivalente ao segundo turno do campeonato estadual. Desta vez, a situação era inversa, quem precisava do empate era o Joinville que jogava fora de casa.

    O jogo começou muito emocionante com o Criciúma fazendo 1 x 0 logo de cara, através de Rached.

    No começo do segundo tempo, Nardela empatou e fez voltar a lembrar dos muitos títulos que, o Joinville conquistou dentro do Criciúma. Mas, aos 9 minutos, Guinga marcou o gol que daria a vitória necessária ao Criciúma. Com este resultado, o Tigre ganhava mais um turno e levava um ponto extra para o hexagonal final do campeonato.

    O jogo foi realizado em 11 de maio de 1986 e teve arbitragem de Roberto Nunes Morgado. As duas equipes jogaram com: Criciúma: Luiz Henrique, Chiquinho, Sílvio Laguna, Soliz e Ita; Jairo, Carlos Alberto (Jorge Luiz) e...

  • 1986 - A Terceira Taça

    O terceiro turno do campeonato também foi vencido pelo Criciúma. Em virtude de uma combinação de resultados, o título foi conquistado por antecipação com a vitória por 2 x 0 sobre o Internacional de Lages, partida realizada no estádio Heriberto Hülse.

    O jogo começou muito truncado com o Inter tomando a iniciativa, beneficiado pelos muitos erros de passes do Criciúma que só despertou, quando Sílvio Laguna salvou um gol embaixo da trave aos 15 minutos. A partir daí, o Criciúma tomou conta do jogo e abriu o placar através de Vanderlei, ainda no primeiro tempo. Sabendo que a vitória lhe garantia o título, o Criciúma tratou de tocar a bola no segundo tempo. Mas, conseguiu ampliar por intermédio de Ita que marcou um bonito gol, dominando no peito um cruzamento e concluiu para as redes. No fim, a torcida começou a invadir o...

  • 1986 - Enfim, Campeão Estadual

    Finalmente, em 10/08/86 o Criciúma conquistaria, com duas rodadas de antecedência, seu primeiro título estadual. Não há como negar, foi uma grande campanha. Em 40 jogos foram 21 vitórias, 12 empates e 7 derrotas. O ataque marcou 49 gols e a defesa sofreu 27. Numa dessas fórmulas malucas de campeonato que os cartolas engedram, o Criciúma mesmo tendo ganhado os três turnos disputados, ainda teve que jogar o hexagonal final, embora entrasse com dois pontos de vantagem sobre os demais.

    O título numa vitória sobre o Próspera por 2 x 1 no estádio Heriberto HuIse. 0s gols do Criciúma foram marcados por Edmílson e Vanderlei aos 44 e 46 minutos da primeira etapa, respectivamente. Descontou Baiano para o Próspera aos 52 minutos do segundo tempo.

    O Criciúma jogou com Luís Henrique, Sarandi, Silvio Laguna, Soliz e Itá; Jairo, Rached e Vanderlei; Carlos...

  • 1987 - 1987

    O Criciúma realmente estava demais. Em 17 de maio de 87 teve a petulância de ir a Joinville e, mesmo precisando apenas do empate, ganhou o jogo por 1 x 0, gol de Rached. Além disso, levou uma animada da torcida que deitou e rolou em cima de 15.000 parvos joinvilenses que, não crendo no que estava acontecendo, começaram a promover um quebra-quebra nas gerais. Mesmo assim não conseguiram fazer calar mais de cem torcedores criciumenses, em sua maioria integrantes da Torcida Organizada Garra Tricolor. A conquista da Taça Aderbal Ramos da Silva, assegurava a participação do Criciúma no quadrangular final do campeonato.

    Ficha Técnica: CRICIÚMA: Luiz Henrique, Sarandi, Silvio Laguna, Soliz e Ita; Jairo, Edmílson (Vanderlei) e Rached; Sídnei (Rudi), Osmar e Lira. Técnico: Zé Carlos JOINVILLE: Rodolfo, Roberto Silva, Leandro, Adílson e Rocha; Joel Marcos(Esquerdinha),...

  • 1989 - Taça RBS TV 10 Anos

    O Criciúma já estava classificado para o quadrangular final do estadual de 1989. Por isso, optou por jogar com o time reserva na final da Taça RBS TV 10 Anos. Tendo vencido a primeira partida em casa contra o Figueirense, ao Tigre bastaria um empate para chegar ao título. Mesmo perdendo, por qualquer que fosse o placar, ainda restaria a prorrogação e, em caso de empate os pênaltis.

    O Figueirense começou em cima e, logo aos três minutos, abriu o marcador. Aos 5, Edvílson empatou para o Criciúma. Incentivando por sua própria torcida, o Figueirense partiu com tudo, pois precisava garantir uma vaga no quadrangular final.

    Aos 25 minutos, Zé Humberto, que havia feito o primeiro gol voltou a marcar, fazendo 2 x 1. No segundo tempo o Criciúma voltou bem melhor bem melhor mas, mesmo assim, não conseguiu chegar ao empate. E o jogo terminou com a vitória do Figueirense no...