Novidades

Mesmo sem chances de título, Tigre quer bater Chape por "nome e camisa"

19/04/2017

Apesar de não ter mais possibilidade matemática de conquistar o título do returno do Campeonato Catarinense, o Criciúma vê o duelo contra a Chapecoense, válido pela nona rodada da competição estadual, com bons olhos. Para Ricardinho, por exemplo, o jogo, marcado para a noite de domingo, às 19h, é mais uma chance de poder mostrar o seu futebol e representar com orgulho a camisa do Tigre.

- No domingo, o nosso nome, o nome do Criciúma e a camisa do Criciúma estarão em jogo. Nós temos que trabalhar forte. Temos objetivos grandes na temporada - disse ele.

Diante de um dos finalistas do Campeonato Catarinense - a outra vaga é do Avaí -, Ricardinho pediu atenção e muita cautela. De acordo com o atleta tricolor, diante da Chapecoense, no último desafio no estadual, é preciso resgatar a identidade diante da torcida para começar a Série B do Campeonato Brasileiro 100%. Sobre o rival do Oeste, Ricardinho destacou a evolução nas últimas rodadas.

- A Chapecoense é um time de Série A, é forte, mas dentro de casa, não só contra a Chapecoense, contra qualquer adversário, eu tenho o pensamento de concentrar muito mais nas nossas ações, principalmente, dentro de casa. Temos que criar essa identidade e voltar a trazer o torcedor para o nosso lado. Temos um campeonato difícil aí pela frente e dentro de casa tem que ser a nossa fortaleza. É com esse espírito que vamos. Temos que colocar nosso ritmo de jogo - finalizou.

Na noite de domingo, às 19h, o Criciúma irá receber a Chapecoense no estádio Heriberto Hülse. O confronto no Sul de Santa Catarina é válido pela nona rodada do returno do Catarinense.

Fonte: http://globoesporte.globo.com / Creditos: