Novidades

Silvinho dá o tom sobre o que espera do Paraná: "Sempre tem um dia ruim"

11/10/2017

O atacante Silvinho afirmou o que o Criciúma espera encontrar em Curitiba, onde enfrenta o Paraná, nesta sexta-feira, melhor mandante da Série B do Brasileiro. Confiando na sequência de quatro jogos sem derrota do Tigre, o atleta espera aquela atuação ruim do adversário, que os times acabam tendo uma hora ou outra em um campeonato longo como é o Brasileiro. Separados por sete pontos na tabela, as equipes buscam consolidar o bom retrospecto recente. Nos últimos cinco jogos, o Tigre somou oito pontos, enquanto os paranaenses acumularam 12.


Eles são os melhores mandantes, mas no futebol tem um dia ruim, perde um dia. Então estamos trabalhando para fazer isso na sexta-feira. Estamos muito focados, aqui dentro só se fala no Paraná, no momento que, se a gente quer almejar alguma coisa, esse jogo é importantíssimo para gente, é um concorrente direto. O time está bem focado, professor também conversa bastante com grupo, jogadores particularmente, então esperamos fazer uma grande partida. Se tudo der certo a gente consegue sair com uma vitória - disse Silvinho.


Desde que o Criciúma trocou de treinador, ainda não perdeu desde que Beto Campos assumiu. São quatro jogos, com duas vitórias e dois empates. Silvinho tratou de elogiar a forma com o que treinador comanda o Tigre, ao citar a inteligência e o relacionamento com o grupo.


- Ele é um cara muito tranquilo, hoje o time está totalmente à vontade, consegue deixar todos tranquilo para jogar, até quem não está indo para os jogos, fala para jogar como gosta. Para a gente que joga na frente é para ficar à vontade, na frente pode ir para cima, driblar... Na verdade ele soube abraçar o grupo. Difícil o treinador chegar, o Winck (Luis Carlos, ex-treinador) ter feito boa campanha, ter saído, e pegar um grupo formado, é difícil, mas ele é muito inteligente, a comissão dele também. Souberam abraçar o grupo, conversar com quem precisava e está dando certo. A gente espera que continue dando certo esse casamento e a gente continue invicto.


Conhecido por ser um atleta que vai para cima, sempre em busca do drible, Silvinho acabou não conseguindo mostrar seu repertório na vitória sobre o Londrina, por 2 a 1, no sábado. Quando chegou em casa, ouviu a corneta de sua mulher.


- Nesse jogo minha esposa me cobrou, falou que joguei mais ou menos, porque faltou drible, caneta, chapéu. Como fizemos o segundo gol muito rápido o pensamento era segurar o placar, o resultado, e não deu para driblar. Mas são circunstâncias da partida, quando der pra fazer, faço. Tenho total confiança da comissão técnica, do grupo também, o pessoal já sabe do jeito que jogo. Hoje me sinto bastante à vontade para fazer. Vou continuar fazendo, me sinto à vontade assim e fico feliz por terem confiança em mim.

Fonte: https://globoesporte.globo.com / Creditos: